4 fatores que devem ser analisados na compra de imóveis


Realizar uma compra no mercado imobiliário é um processo que exige calma, principalmente por conta dos altos valores envolvidos. Nesse contexto, a avaliação de imóveis pode ser uma prática interessante, pois ajuda na definição das opções a serem escolhidas.

Por isso, hoje vamos te mostrar 4 fatores que devem ser analisados antes da compra de um imóvel. Acompanhe.

1. Analise a localização

A localização da propriedade é um dos principais aspectos a serem avaliados. Mas vale destacar que não basta conhecer o bairro em questão: é preciso se familiarizar com a rua para, assim, verificar se a construção se encontra em um ponto tranquilo, por exemplo.

Mais um fator que merece atenção quanto à localização é a logística. O ideal é procurar por um imóvel que atenda às suas necessidades e fique próximo dos lugares mais visitados por você ou sua família, como: ambiente de trabalho, escola de seus filhos, hospitais, farmácias, praças, parques e comércios.

Outro tipo de análise que deve ser feito se relaciona com as opções de locomoção, ou seja, a presença de grandes vias e o acesso facilitado às principais alternativas em termos de transporte público.

2. Preste atenção no valor do condomínio

O valor do condomínio é outro ponto que merece destaque em uma avaliação de imóveis. Assim, antes de iniciar a busca por uma nova residência é fundamental ter ciência do seu padrão financeiro.

Muitas pessoas encontram unidades que estão dentro de suas condições para o investimento, mas se esquecem de avaliar o valor do condomínio, esse aspecto está diretamente ligado ao padrão de vida dos compradores. Contudo, surpresas podem acontecer. A melhor alternativa é sempre a informação, ou seja, busque saber o valor do condomínio e o que está incluso nessa taxa — a manutenção de elevadores e as áreas de lazer costumam aumentar o gasto.

3. Confira a documentação do imóvel

É preciso se atentar à documentação da propriedade, principalmente em unidades usadas. Para tanto, procure a certidão de registro de imóveis no cartório (será preciso apenas o número de matrícula). Esse documento mostra todo o histórico da construção, bem como sua situação atual.

Também não podemos nos esquecer de verificar, na Prefeitura, a existência de débitos de IPTU e outras taxas. Os cartórios realizam verificações de pendências físicas ou financeiras no momento da realização da transferência, contudo é melhor se precaver, não é mesmo?

Imagine descobrir que um imóvel apresenta altos débitos no momento exato da transferência? Certamente, será uma situação frustrante. Então, para evitar qualquer problema, certifique-se de que a compra realizada seja a mais segura possível.

4. Observe o tamanho

Obviamente, as opções disponíveis são inúmeras e as características dos imóveis, diversas. Para não ficar “perdido” no momento da escolha, é recomendado definir alguns critérios antes mesmo de se iniciar a busca. Um dos mais importantes é o tamanho do imóvel.

Então, pense no futuro de sua família. Se você pretende ter filhos (ou já tem), lembre-se de que eles vão crescer e precisarão de intimidade. O tamanho do imóvel é uma escolha única da família. Não se esqueça disso!